Saúde da Mulher registra aumento no número de consultas e atendimentos em 2017

As mulheres têm um atendimento especial em Santa Bárbara d’Oeste. A Prefeitura realizou mais de 5 mil consultas médicas especializadas, nos ambulatórios de patologia cervical, mastologia, adolescentes, pré-natal de alto risco, planejamento familiar e ginecologia, em 2017, no Centro de Referência em Saúde da Mulher. Este número é superior ao registrado em 2016 e 2015, quando foram realizadas 4.901 e 3.829 consultas, respectivamente.

Outros atendimentos também se destacaram no último ano, como o serviço de rastreamento na rede municipal buscando as mulheres de alto risco, por meio da melhora de acesso aos exames de imagem. Para efeito de comparação, em 2016 foram diagnosticados precocemente 36 casos de câncer de mama, ante 64 diagnósticos em 2017. Entre os benefícios do diagnóstico precoce está a possibilidade de tratamento oportuno e menos agressivo, além de menor risco de óbito em decorrência da doença.

“Em Santa Bárbara conseguimos realizar o diagnóstico em um prazo curto de no máximo 30 dias. Pesquisas recentes mostram que no SUS, este tempo médio é de 124 dias e o Instituto Nacional do Câncer (INCA) recomenda que a efetivação do diagnóstico ocorra em no máximo 60 dias, a fim de se iniciar o tratamento”, explicou a secretária de Saúde, Lucimeire Cristina Coelho Rocha.

No ambulatório de cirurgia ginecológica foram 442 atendimentos em 2017. Neste serviço são avaliados os casos ginecológicos, principalmente em mulheres acima dos 40 anos. “Passamos de 24 atendimentos/mês para 37 em média. Tínhamos 99 mulheres aguardando avaliação ginecológica e cirurgia no inicio do ano, agora temos 11 que aguardam para ser atendidas nos nossos serviços de referência SUS no Estado, em casos de maior complexidade”, completou a coordenadora do setor, Raquel Zalaf.

Algumas cirurgias foram realizadas em parceria com o Hospital Santa Bárbara. Em muitos casos foi avaliado que a demanda não era cirúrgica e tratamentos menos invasivos foram ofertados, evitando maiores riscos para as pacientes e devolvendo a qualidade de vida.

Outro fator de destaque foi a crescente procura por métodos anticoncepcionais. Foram 150 atendimentos clínicos para indicação, fornecimento e inserção de DIU em 2017, após orientação sobre todos os métodos anticoncepcionais disponíveis na rede, contra 50 atendimentos em 2016. Na análise do Centro de Referência o aumento pela busca do planejamento familiar se deve às várias ações realizadas fora das unidades, atendendo pedidos de empresas, escolas e centros comunitários.

No Ambulatório de Puericultura, onde é realizado o atendimento para recém-nascidos que necessitam de internação logo após o parto, egressos de UTI neonatal ou aqueles com dificuldade para ganhar peso, foram 504 atendimentos realizados pelo médico pediatra. O Centro de Referência em Saúde da Mulher funciona de segunda à sexta das 7 às 16h30, na Rua XV de Novembro, 1.157, no Centro. Para ser atendida a mulher deve passar por consulta com o médico da rede na UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência e, se houver necessidade, o profissional irá encaminhá-la ao setor. Informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3454.1990.

Share this article

Sobre Nós!

Web Portal Santa Bárbara d’Oeste SP, de conteúdo informativo independente, todas as notícias e artigos são de propriedade e responsabilidade do autor.

 

Informações da cidade de Santa Bárbara d’Oeste e Região!

Últimos posts