×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com id: 715

500 pessoas são atendidas no primeiro dia do Cadastro Habitacional

Diretoria de Habitação recebe até domingo os dados de famílias com renda mensal de até R$ 4 mil

Começou na manhã desta segunda-feira (16), e ocorre até o próximo domingo, dia 22, o cadastramento e recadastramento habitacional de Nova Odessa. A Diretoria de Habitação distribuiu 500 senhas no primeiro dia de atendimento e está recebendo as pessoas cujas famílias tenham renda de até R$ 4 mil mensais, moradoras da cidade há mais de cinco anos e que não foram contempladas em outros programas habitacionais do município. A ação ocorre no Ginásio Municipal de Esportes “Jaime Nércio Duarte”, no Jardim Santa Rosa, das 8h às 17h.

A ação busca identificar a demanda da cidade para os futuros projetos habitacionais, não sendo necessário as pessoas chegarem antes do horário ou fazer filas no local de cadastro. “É um momento apenas de cadastro e atualização de dados”, disse o chefe de Gabinete da Prefeitura, André Faganello.

O cadastramento e recadastramento habitacional são necessários para a atualização da demanda municipal. “O cadastro anterior é de 2013 e muita coisa muda na vida das pessoas, com relação à renda e emprego”, explicou.

O diretor de Habitação, Ângelo Roberto Réstio, afirmou que todas as pessoas que se encaixam nos critérios serão cadastradas. “Se for preciso, prorrogaremos o prazo. Mas acredito ser perfeitamente possível atender todos até o próximo domingo”, disse Nenê Réstio. “E tendo os dados em mãos, será o norte da política habitacional da administração nos próximos anos”, completou.

DEMANDA - Primeira pessoa a chegar ao ginásio, por volta das 3h30, Tainara Alves da Silva, de 20 anos, levou a cunhada, Ana Paula Alves, 31. Ambas são moradoras do Jardim Santa Rita 1 e Ana Paula é deficiente auditiva. Antes ela residia em casa alugada, mas com a perda de emprego do companheiro a renda que obtém trabalhando em um supermercado ficou insuficiente e teve de voltar a morar com familiares.

Ana Paula se comunica através de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e nutre o “sonho da casa própria”. “É o primeiro cadastro que eles estão fazendo e nós também”, conta Tainara. “O desejo da Ana Paula e do marido é conseguir a própria casa, deixando de morar de favor”, continuou. A possibilidade de ser contemplada em um futuro projeto habitacional amplia os planos de vida da jovem. Segundo a cunhada, Ana Paula pretende ter filho(s) depois que obter a moradia própria.

Outra pessoa para quem uma moradia própria é um ideal de vida é Eliane Gomes, 32. Grávida de seis meses do primeiro filho, ela reside com a mãe no Jardim Alvorada e pretende conseguir uma casa e proporcionar melhores condições à família. “Eu nunca tive cadastro (habitacional). Agora quero pra mim, estou precisando”, explicou Eliane. “Queremos ter a casa própria, vida própria”, completa.

Já para a aposentada Francisca Souza da Cruz, 67, o sonho é antigo. “Faz 30 anos que estou tentando ter uma casa própria. Toda vez que há inscrição eu faço. Agora, de Deus quiser, quem sabe poderei conseguir”, revela a moradora do Jardim Éden. “Trabalhei 32 anos e quero ter uma casa minha. Algo próprio, pra poder deixar para os filhos e netos”, finaliza. Francisca paga hoje R$ 650 de aluguel.

CRITÉRIOS – Para participar do cadastramento e recadastramento, moradores de Nova Odessa que se encaixam no perfil determinado devem apresentar, no momento do cadastro, os documentos originais de RG, CPF, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, Comprovante de Renda, Comprovante de Endereço, Certidão de Casamento (ou Nascimento) e Certidão de Nascimento dos filhos menores de 18 anos.

Share this article

Sobre Nós!

Web Portal Santa Bárbara d’Oeste SP, de conteúdo informativo independente, todas as notícias e artigos são de propriedade e responsabilidade do autor.

 

Informações da cidade de Santa Bárbara d’Oeste e Região!

Últimos posts