Imprimir esta página

Casos de roubos em Americana têm redução de quase 60%

Os casos de roubos em Americana, registrados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), tiveram redução de 58,4% no mês de março de 2018, se comparado ao mesmo período do ano passado. O índice foi divulgado pela Gama (Guarda Municipal) e pela PM (Polícia Militar), nesta quarta-feira (4), durante reunião de AGCS (Análise Geográfica Criminal Semanal).

A reunião semanal em parceria com as duas instituições, realizada desde o começo de novembro de 2017, tem como objetivo analisar os índices, locais e horários da criminalidade no município e traçar estratégias para coibir casos de furto e roubo. Em março deste ano, a cidade registrou 47 casos de roubo e, no mesmo período do ano passado, foram 113 casos.

O Setor de Inteligência da Gama reúne e apresenta na reunião os dados de criminalidade registrados pelo aplicativo “Mapa do Crime”, disponível desde o ano passado em Americana, e também, com informações da Secretaria de Segurança Pública. “Com essa parceria, nós conseguimos traçar um plano de ação entre PM e Gama com o objetivo de diminuir os índices criminais.

E quando vimos essa redução dos casos de roubos em Americana, ficamos bem entusiasmados e sabemos que a parceria está dando certo”, comentou o comandante da Gama, Marcos Guilherme. Ele ainda destaca que, com o índice, a sensação de segurança deve aumentar.


Os dados também apontam redução de 17,7% nos casos de furtos em março de 2018, que totalizaram 292 ocorrências, se comparado ao mesmo mês do ano passado, com 335 casos. Para o comandante da 1ª Cia do 19º Batalhão da Polícia Militar, Rodrigo Pulzi, apesar das reduções na criminalidade com a ação conjunta, é importante que a população tome medidas preventivas. “Nós sempre alertamos aos moradores para precaução com os veículos e, claro, com as residências.

É importante sempre certificar se o carro está trancado e não deixar nada à mostra”, explicou. Pulzi alerta ainda que, caso aconteça o crime de furto ou roubo, é fundamental que a população registre o boletim de ocorrência para que as autoridades das instituições de segurança façam estudos de ações preventivas no local.


O boletim de ocorrência pode ser registrado na Central da Polícia Judiciária (CPJ), localizada na Rua Cândido Cruz, 146, Vila Rehder, ou pela internet, no site da SSP www.ssp.sp.gov.br.

Share this article